Divulgação de informação sobre riscos financeiros nas entidades bancárias: Evidência empírica em Portugal

Suzana Coelho, Marco Amaral, Kátia Lemos

Abstract


Objetivo

O objetivo deste estudo é a análise da divulgação sobre riscos financeiros nas entidades bancárias portuguesas. Pretende-se verificar o grau de cumprimento com as recomendações emitidas pelo Comité de Basileia e com as normas internacionais de contabilidade, no que concerne à informação sobre riscos financeiros, e identificar os fatores determinantes do nível de divulgação apresentado.

Metodologia

Para o efeito, analisamos a informação divulgada pelas entidades bancárias a operar em Portugal, durante o período de 2016, recorrendo à análise de conteúdo dos relatórios e contas.

Posteriormente, serão identificados os fatores determinantes da divulgação sobre riscos financeiros, através da construção de um modelo de regressão linear múltipla. 

Originalidade

Este trabalho, não sendo novo em Portugal, tem como objetivo dar continuidade ao estudo de Amaral (2015) e contribuir, teórica e empiricamente, para a investigação nesta área temática.

O novo estudo permite avaliar um novo período de divulgação dos riscos financeiros, bem como abranger um maior número de entidades bancárias a operar em Portugal.

Resultados

Concluiu-se que o nível de divulgação de informação praticado sobre os riscos financeiros permanece elevado, continuando o Índice de Risco de Liquidez a ser o mais divulgado. Do estudo dos determinantes de divulgação, a estimação do modelo do estudo atual determinou como fatores explicativos da divulgação as variáveis Rendibilidade do Capital Próprio e a Solvabilidade.


Full Text:

PDF

References


Amaral, M. (2015). Divulgação de informação sobre riscos financeiros: evidência empírica no setor bancário português. Dissertação de Mestrado, Escola Superior de Gestão, Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

Amaral, M., & Lemos, K. (2015). Fatores determinantes do nível de divulgação sobre riscos financeiros no setor bancário português. V Congresso dos Técnicos Oficiais de Contabilidade, Lisboa, 17 e 18 de setembro.

Aryani, D., & Hussainey K. (2017). The determinants of risk disclosure in the Indonesian non-listed banks. Int. J. Trade and Global Markets, 10 (1), 58-66.

Banco de Portugal (2011). Relatório de Estabilidade Financeira. Maio: BP.

Costa, B., Leal, P., & Ponte, V. (2017). Determinantes da divulgação de informações de risco de mercado por empresas não financeiras. RACE, Revista de Administração, Contabilidade e Economia, 16 (2), 729-756.

Cucinelli, D. (2013). The Determinants of Bank Liquidity Risk within the Context of Euro Area. Interdisciplinary Journal of Research in Business, 2 (10), 51-64.

Dantas, J., Rodrigues, F., Rodrigues, J. & Capelletto, L. (2010). Determinantes do Grau de Evidenciação de Risco de Crédito pelos Bancos Brasileiros. Revista Contabilidade e Finanças, USP, São Paulo, Brasil, 21 (52), 1-27.

Dhar, P. (2014). Risk disclosure by select Indian banks with reference to IFRS 7 / IND AS-32: A study. International Journal of Research in Commerce & Management, 5 (5), 29-37.

El-Bannany, M. (2015). Global financial crisis and credit risk disclosure in the UAE banks. Risk Governance & Control: Financial Markets & Institutions, 5 (1), 20-26.

Farias, J., Ponte, V., Oliveira, M., & Luca, M. (2014). Impactos da adoção das IFRS nas demonstrações financeiras consolidadas dos bancos listados na BM&FBOVESPA. Revista Universo Contábil, 10 (2), 63-83.

International Accounting Standards Board. (2005). Norma Internacional de Relato Financeiro n.º 7: Instrumentos Financeiros: Divulgação de Informações: NIRF 7.

Jensen, M., & Meckling, W. (1976). Theory of the Firm: Managerial Behavior, Agency Costs and Ownership Structure. Journal of Financial Economics, 3 (4), 305-360.

Lemos, K., Ariza, L. & Rodrigues, L. (2012). Fatores Determinantes do Nível de Divulgação de Informação sobre Instrumentos Derivados de Acordo com as Recomendações do Comité de Basileia e da IOSCO – Evidência Empírica no Setor Bancário Português. XV Encuentro AECA – Asociación Espaῆhola de Contabilidad Y Administración de Empresas, Esposende, 20 e 21 de setembro.

Lipunga, A. (2014). Risk Disclosure Practices of Malawian Commercial Banks. Journal of Contemporary Issues in Business Research, 3 (3), 154-167.

Milan, M., & Quadros, B. (2016). A política monetária e a crise financeira: podem os Bancos Centrais se antecipar?. Economia e Sociedade, Campinas, Unicamp. IE. 25 (2), 341-372.

Morris, R. (1987). Signaling, Agency Theory and Accounting Policy Choice. Accounting and Business Research, 18 (69), 47-56.

Passos, L., Almendra, R., Luca, M. & Vasconcelos, A. (2017). Disclosure dos riscos de mercado e o custo de capital de empresa. BASE – Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 14 (3), 169- 184.

Petria, N., Capraru, B., & Ihnatov, I. (2015). Determinants of banks profitability: evidence from EU 27 banking systems. Procedia Economics and Finance, 20, 518-524.

Pinto, C., & Lemos, K. (2013). Fatores Determinantes da Divulgação de Informação sobre o Risco de Liquidez: Evidência empírica no sistema financeiro português. Comunicação apresentada no XIV Congresso Internacional de Contabilidade e Auditoria, “A Contabilidade Pública como fator de transparência”, Lisboa, 10 e 11 de outubro, p. 1-25.

Rafidi, M., Said, J., Kazemian, S., & Zakaria, B. (2016). Enhancing banking performance through holistic risk management: The comprehensive study of disclosure approach. Malaysian Accounting Review, 15 (1), 315-339.

Rahman, R., Kighir, A., Oyefeso, L., & Salam, O. (2013). Risk Management Disclosure Practices of Islamic Banks in the Mena Region: An Empirical Analysis. Middle-East Journal of Scientific Research 15 (1), 152-160.

Silva, M. (2012). Capital Intelectual: Sua Divulgação no Setor Bancário em Portugal. Tese de Doutoramento em Ciências Económicas e Empresariais, Facultad de Ciencias Económicas y Empresariales, Universidad de Vigo.

Terraza, V. (2015). The effect of bank size ratios: Implications of banks performance. Procedia Economics and Finance, 30, 903-909.




ISSN 2183-5594

Indexing: GOOGLE SCHOLAR - LATINDEX - DRJI